Colunistas

Sexo na menstruação

De uns tempos pra cá, temos visto mulheres lidando melhor com a menstruação, de forma mais natural, usando os maravilhosos coletores menstruais, os quais permitem um contato maior com o próprio sangue, coisa que até pouquíssimo tempo atrás, seria considerado bizarro. O sagrado feminino vem conquistando cada vez mais espaço e ganhando adeptas de todo o mundo, adicionando pitadas de ótimas informações a toda sociedade.

Sempre gostei de menstruar, desde a adolescência. Não via problema em tratar o assunto com as pessoas, fossem meus amigos, namorados ou meus pais … Lembro até que adorava as consultas ginecológicas e fiquei com a mesma médica por quase 14 anos da minha vida, que era praticamente da família. Sempre que saía de seu consultório, me sentia empoderada, um pouco mais dona de mim e integrada com meu corpo. Eu me lembro de perguntar todo tipo de coisa pra Dra. Mônica e confesso que aprendi um bocado com ela.

 

Mulheres menstruadas podem sentir necessidade de se recolherem, num processo de autocuidado, serenidade e plenitude. Podem desejar dar espaço ao seu eu mais feminino, sábio, calmo e introspectivo – como a carta da Sacerdotisa, no Tarot. Ou, ao invés disso, sentirem-se aprisionadas em seus corpos, com menos aceitação de suas sombras, como dita a carta do Diabo.
Tudo vai depender do estilo de vida e perceptividade, diferentes em cada uma.
E está tudo bem.


Já as cólicas, podem ser fenomenais. Eu, por exemplo, já tive que correr da escola para casa, com enjôos homéricos e me escorar debaixo das cobertas, com chazinho de camomila e uma bolsa de água quente no ventre. Era perfeito. Com dor, mas acolhida, compreendendo o que aquele momento dizia sobre mim mesma, com afeto e aceitação. Menstruar me conectava com essa feminilidade sublime.


É preciso, primordialmente, introjetarmos que menstruar é algo natural, portanto, não existem problemas em querer fazer sexo durante o período. 

Ao passo que eu pensava dessa maneira, percebia que não era “normal” para a maioria das pessoas. Escutei de amigos, durante anos, que sentiam nojo do cheiro de suas parceiras menstruadas, do aspecto, ou por medo de pegar alguma doença.
Isso sempre me intrigou. 

Talvez por isso eu seja terapeuta comportamental, especializada e apaixonada por sexualidade humana, porque sempre gostei de olhar para assuntos questionáveis e deixados de lado pela maioria – aqueles relativos à nossa intimidade, por exemplo. Verdade seja dita. Muito se reclama de problemas de intimidade entre os casais, mas pouco se fala sobre determinados temas. A famigerada falta de diálogo ainda impera dentro dos lares matrimoniais.
As pessoas sentem vergonha de sua própria sexualidade. Se sentem sujas, impuras, estranhas. O fato é que tudo pode ser normal a partir do momento em que se fala abertamente.

Obviamente um sexo com mais sangue também exige maiores cuidados, por favor! Atenção redobrada sempre a isso. Preservativos, hello!
Se já é uma parceira que conhece e convive, há de se permitir, há de se confiar. Afinal, transar sem camisinha exige os mesmos combinados e termos de responsabilidade, correto?

Dicas para aproveitar >>> 

O período menstrual dura em média 5 dias, sendo os 2 primeiros, de fluxo mais intenso e, “possivelmente”, menos prazeroso para algumas mulheres, por conta das cólicas.
Mas… Você sabia que mesmo com todas essas alterações hormonais e desconfortos presentes durante esta fase, basta um orgasmo, para que a dopamina e a ocitocina sejam  liberadas no organismo, promovendo maior alívio e bem estar?

Outra: todos os sentidos da mulher ficam mais aflorados durante a menstruação. Uma maior sensibilidade em várias partes do corpo, é facilmente notada durante este período. Sem contar que existe um aumento de testosterona, hormônio que alimenta o apetite sexual!

Mas e se sujar a cama?
Vá pro chuveiro, ou simplesmente, coloque uma toalha debaixo de vocês.
É preciso conversar, saber se ela sente vontade de transar ou não durante este período.
Em caso afirmativo, seja gentil. Carinho e cuidado são fundamentais! 

Além do mais, mulheres, em idade fértil, quando menstruam, ficam com a vagina mais úmida – o que para muitas, é uma mola propulsora a um orgasmo estratosférico! Seu feminino mais selvagem, está uivando alto para quem quiser ouvir!
Seus líquidos, fluem tão naturalmente, através do corpo, numa manifestação de limpeza, cujo recado interno ressoa como: não estou grávida, neste momento desejo prazer, não procriar. E o sexo se torna tranquilo, sem encanações. Mas vale ressaltar que existe sim chance de engravidar – ainda que muito ínfima! Sempre é bom conhecer bem seu ciclo direitinho e não bobear!

Não à toa, muitas mulheres sentem bastante prazer nesta fase do mês!
O mesmo ocorre durante o período fértil e ovulação, obviamente. Os hormônios são sábios e cumprem com seu papel, mas tudo vai depender de cada mulher. Como já falei acima: não existem regras. O corpo não é mecânico e não vem com botões, tão pouco com manual básico de instruções. 

Uma informação útil >>>

Nunca, jamais, em hipótese alguma, sinta asco, nojo, ou torça o nariz, sem ao menos ter passado por esta experiência. Lembremos que sexo é uma via de mão dupla e o respeito, fundamental. E tudo bem também você não querer transar com sua parceira menstruada ou ela simplesmente não sentir nenhum desejo durante o período menstrual. O que vale, são as trocas de carícia!

Mas fica a dica para quem nem fazia ideia que existia uma possibilidade de sexo altamente prazeroso nesses dias!

 

 


Carolina Garcia

Mãe de três meninas, Carolina é Terapeuta Cognitivo Comportamental e Astróloga - com foco nos relacionamentos e sexualidade. Sua maior motivação como profissional é questionar e compreender as emoções, os pensamentos e os comportamentos humanos, em prol, sempre, do autoconhecimento. Seu Instagram: @_astralterapy

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *