Estudo indica razão bizarra para a existência de barba nos homens

Humanos são bastante diferentes dos outros grandes primatas no que se refere ao pelo corporal: de forma geral temos bem menos que eles, especialmente as mulheres. Os homens, por outro lado, conseguem produzir uma barba longa, enquanto os grandes primatas de ambos os sexos têm pelo facial curto. Mas qual seria a vantagem de se ter uma barba comprida? Um estudo da Universidade de Utah traz uma hipótese interessante.

Os pesquisadores Ethan Beseris, Steven Naleway e David Carrier conduziram um experimento bastante criativo para testar os efeitos de uma barba fofinha na proteção da mandíbula e cérebro dos homens. Eles utilizaram fibra de vidro para simular o osso humano e pele de carneiro com pelo longo, curto ou depilado para imitar uma face com ou sem barba. Um peso derrubado sempre da mesma altura agiu como um soco, e a distribuição do impacto foi medida em cada caso.

“Nossos resultados mostram que as amostras mais peludas absorveram 30% mais energia do que as amostras raspadas e depiladas”, concluíram os pesquisadores no artigo publicado na revista Integrative Organismal Biology. A diferença entre os dois últimos cenários foi que a barba raspada continha as raízes dos pelos, enquanto a pele de carneiro depilada não continha nem as raízes deles.

Se o mesmo for verdade para o pelo facial humano, ter uma barba cheia pode ajudar a proteger regiões vulneráveis do rosto contra golpes. A barba também tem potencial para evitar efeitos secundários do impacto, como lesões cerebrais pela sacudida da cabeça. “Presumidamente, uma barba cheia também pode reduzir machucados, laceração e contusão na pele e nos músculos da face”, diz o estudo.

Apesar de não testado nesse estudo, é possível que os fios da barba atuem como um lubrificante que reduz o atrito entre o rosto e o objeto que o golpeia, fazendo com que este escorregue para longe da face.

Os autores também lembram que barbas mais cheias normalmente indicam maior presença de hormônios masculinos, o que chama atenção das mulheres por estarem associadas à maior agressividade e dominância social.

E por que essa proteção contra golpes seria mais vantajosa para homens do que para mulheres? Você provavelmente adivinhou corretamente se pensou que é porque homens se envolvem mais em conflitos físicos do que mulheres, portanto a seleção natural pode ter dado um empurrão para que os mais barbudos sobrevivessem mais e gerassem mais herdeiros genéticos.

Mas fica aqui um alerta: nem todas as barbas humanas são iguais, e a proteção conferida pela barba cheia provavelmente não se aplica às barbas de populações asiáticas e indígenas das Américas, que são mais ralas. Por outro lado, as barbas de homens do Oriente Médio e do norte da Europa têm maior potencial para funcionarem como travesseiros ambulantes para socos. [Interative Organismal BiologyScience Alert]

Via Hypescience 

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Vida em Equilíbrio

Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.