Psicologia

Como combater a depressão? 7 dicas que podem ajudar

A depressão está presente em toda sociedade, todos estamos propícios a cair nesse buraco escuro. Não importa se você é rico, famoso, inteligente ou talentoso, ainda assim você pode ser um daqueles a perder de vista o sentido da vida.

A pessoa depressiva deixa de encontrar seu lugar ao mundo, perde a perspectiva de luz ao final do túnel, pois acaba por ter uma visão distorcida da realidade, colocando-se sempre para baixo, culpando-se por tudo. Em alguns casos, a depressão, conduz suas vítimas a vícios, situações incapacitantes ou, em casos extremos, ao suicídio. 

“Não somos apenas o que pensamos ser. Somos mais; somos também o que lembramos e aquilo de que nos esquecemos; somos as palavras que trocamos, os enganos que cometemos, os impulsos a que cedemos, sem querer” – Sigmund Freud

A seguir você confere 12 dicas para ajudar a combater a depressão, no entanto, é importante ressaltar que todas as sugestões descritas não substituem a necessidade de uma avaliação e acompanhamento profissional.

1. Procure racionalizar situações e pensamentos

Ainda que a depressão seja um transtorno de humor, a intensidade de muitos sentimentos acaba jogando para longe a capacidade de racionalizar a realidade. Uma chave extremamente importante para combater a depressão é tentar identificar os pensamentos irracionais, pois são eles que desencadeiam seus sentimentos também irracionais.

Procurar usar a razão é sempre uma boa opção, mas lidar com emoções é uma tarefa difícil, por isso acabamos optando por ceder aos sentimentos momentâneos, por atitudes que proporcionem um “falso bem-estar”, o que acarreta em problemas futuros.

Quer ser mais racional? Comece conhecendo suas emoções, reconheça que elas não aparecem do nada e que você pode escolher quais emoções alimentar, além disso é importante você pensar e questionar suas atitudes, procurando melhorá-las para o futuro.

2. Evite o uso excessivo de álcool

Muitas pessoas usam drogas ou abusam de bebidas alcoólicas para fugir da dor por alguns instantes, elas procuram por um alivio imediato, qualquer coisa possa amenizar seus sentimentos parece ser útil, no entanto, isso é um grande erro, pois além do álcool ser depressor, o uso de qualquer substância que proporcione um alívio temporário, faz com que a pessoa fique ainda mais deprimida após o efeito passar.

Estima-se que usuários de entorpecentes, depressivos, são seis vezes mais propensos a cometer suicídio.

3. Fale sobre o assunto

Conte com seus amigos ou familiares para conversar sobre seus problemas. A conexão humana é um dos melhores antídotos contra a depressão, não se isole.

Ainda não consegue falar sobre? Escreva. Uma boa conversa com você mesmo poderá ser de grande utilidade. Peça a seus amigos para ignorar o assunto por um tempo e procure andar em companhias animadas.

4. Esqueça o orgulho e busque ajuda profissional

Em alguns casos admitir a necessidade de uma ajuda profissional é o primeiro passo para ajudar a si mesmo. Um ambiente de apoio nulo de julgamentos pode ser fundamental para o combate a depressão.

O psicoterapeuta, certamente, proporciona mais do que um ouvido simpático – ele oferece dicas e ferramentas para o desenvolvimento de habilidades que auxiliam na melhora da comunicação e pensamentos doentios, por exemplo.

5. Mantenha-se ativo

Desenvolva tarefas para o seu dia, procure empenhar-se em coisas que você gosta de fazer, mesmo que aos arrastos. Disciplina e proatividade são excelentes para aumentar o humor e podem ajudar indivíduos deprimidos a sanar sensações de inutilidade e vazio.

Não sente-se a olhar para a janela esperando a vida passar.

“Procure sempre uma ocupação; quando o tiver não pense em outra coisa além de procurar fazê-lo bem feito.” – Tales de Mileto

6. Desenvolva hábitos saudáveis

Bons hábitos como comer bem e fazer exercícios físicos regularmente são incompatíveis com a depressão.

Muitos estudos têm mostrado uma ligação forte entre comer bem e se sentir bem. Dietas moderadas e equilibradas com muitas frutas e vegetais frescos, ricos em nutrientes e pobres em açúcar e gorduras em excesso, ajudam a regular o nosso humor.

E para complementar uma boa alimentação, nada melhor que exercícios físicos, que são ótimos em combater a depressão liberando endorfina, trazendo bem-estar e aumentando a autoestima.

7. Não limite-se

klkl

 “O desafio é nos libertarmos do negativo… que nada mais é do que nossa própria vontade do nada. Uma vez tendo dito sim ao instante, a afirmação é contagiosa. Ela explode numa cadeia de afirmações que não conhece limites. Dizer sim a um instante… é dizer sim à toda a existência.” (Frase do filme Waking Life)

Referências:

Life Hack

Conti Outra


Isadora Tabordes

Fundadora dos sites Vida em Equilíbrio e Demasiado Humano. Graduada em Filosofia pela Universidade Federal de Pelotas. Atualmente é mestranda em Filosofia Moral e Política pela mesma universidade, trabalhando questões sobre o conceito de liberdade com ênfase no idealismo alemão.  Isadora também está presente no Youtube através do seu canal Relatos de Motocicleta.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *