PsicologiaSaúde

Mais gratidão para uma vida equilibrada

           Nós temos uma habilidade única de pensar de maneira abstrata. O ser humano é capaz de se imaginar no futuro ou em qualquer situação. Nossa criatividade é inigualável e imensurável e estas habilidades possibilitaram chegar à situação que estamos. Somos programamos a procurar melhorar e consequentemente vivemos o melhor período da nossa espécie. Nunca vivemos tanto, tivemos a chance de conhecer tantos lugares e pessoas ou tivemos tantas possibilidades.

              O extremo de possibilidades criado pelo cenário que desenvolvemos e a facilidade de acesso a uma quantidade extrema de informação em combinação com nossa incrível constante insatisfação e busca pela melhora causa diversas consequências.  Quando pensamos que o padrão nunca foi tão alto, entende-se a pressão que nós corremos o risco de colocar em cima das nossas cabeças.

             Quando meus pais saíram do interior para morar na capital do estado, nos anos 80, foram em busca de uma formação que possibilitasse maiores oportunidades. Um diploma os diferenciava. É incrível e admirável o quanto avançamos, de modo que hoje um diploma e uma língua estrangeira já não são sinônimos de grandes perspectivas.

             Entretanto, o que nos diferencia como espécie e possibilitou viajarmos no espaço nos tornou uma geração de pessoas negativas. Estamos constantemente tentando ver o que melhorar em tudo, e com o acesso a informação que temos hoje, tudo significa tudo. Os padrões se tornaram tão altos que o nossa insatisfação pode facilmente tomar conta de todo nosso pensamento. Temos que fazer faculdade, mestrado, doutorado. Aprender inglês, espanhol e mais uma língua estrangeira. Temos que ter 5 anos de experiência de trabalho recém formados. É um buraco de coelho que facilmente nos faz enxergamos somente a partir de uma perspectiva, a da insatisfação.

            Não balanceamos essa nossa incrível capacidade com uma gratidão por aquilo que já realizamos. Cada vez menos celebramos os nossos feitos antes de partir para a próxima jornada de melhoria. Cada vez menos liberamos a pressão de nós mesmos e em troca estamos constantemente estressados e reclamando.

             É uma dádiva a nossa capacidade de imaginar, desenvolver e melhorar. O que não é uma dádiva é o excesso de uso dessa nossa capacidade. Para podermos balancear com gratidão e termos mais equilíbrio, temos que mudar a perspectiva que estamos acostumados a usar. Somente por nascer, nós já ganhamos na loteria. Estamos vivos, podemos respirar, caminhar e transar. 400 trilhões para um. Essa é a chance de ser um ser humano. E mesmo assim, nós estamos constantemente estressados. E mesmo assim sofremos cada vez mais e mais de depressão. Precisamos praticar mais gratidão. Aprendamos a agradecer pelo que temos e dizer obrigado. Se estamos insatisfeitos, nós temos a chance de buscar algo melhor e isso por si só já é um motivo para sermos gratos.


Gabriel - Vida de Titã

Apaixonado pela vida e pelo desenvolvimento pessoal. Meu projeto é o canal no youtube Vida de Titã. Também escrevo artigos semanais para o blog da empresa de inteligência masculina SuperBoss.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *