Não procure um sonho de consumo.

Intimidade-demais-é-bom-ou-atrapalha

Encontrar um homem no meio dessa multidão de aprendizes não é tarefa fácil. Não procure um sonho de consumo. Encontre um homem que olhe para você atentamente. Encontre um homem que não precise ser babaca para chamar atenção.

Quando você estiver na presença de alguém que pensa, jogue as mãos para cima, está no caminho certo. Um homem que não seja o seu sonho de consumo, mas que mostre ser alguém muito melhor do que você poderia imaginar. Ele vai sair, vai beber – ou não – vai se divertir com os amigos, mas no fim da noite ou na manhã seguinte, ele vai mandar uma mensagem e ela vai dizer tudo nas entrelinhas: ‘estou morrendo de saudade’.

Ele irá procurá-la para contar aquilo que o magoa, aquilo que acredita e aquilo que faz dele, um ser diferente, pois se ele falar isso com os amigos, rirão da cara dele. Conquiste um homem aos poucos, para que ele possa confiar em você devagar. Não tenha pressa, o amor está na contemplação.

Não procure um sonho de consumo. Encontre alguém capaz de pensar diferente, mas mesmo assim, permanecer junto, um ensinando o outro, um acrescentando novas ideias ao outro e para isso você precisará ser uma mulher merecedora. Um homem assim não se interessará por uma qualquer. Provavelmente, ele não se importa em “passar o rodo”. Um homem assim vive sua vida. Procura o seu melhor, cresce, aprende, evolui, e com certeza, não se mostra as multidões.

Sabe quando a festa termina, a música para, a bebida esquenta e você só quer deitar apreciando uma boa conchinha com quem faz a diferença na sua vida? Esse é o homem que se deve buscar. Que vai aceitá-la, mesmo com seus pitis, mesmo com suas contradições nos famosos dias femininos. Um homem maduro, um homem real. Que talvez nem perceba que você tirou 2 centímetros no cabelo ou pintou as unhas com uma cor diferente. Mas quando vê-la, olhará para você como a primeira vez, dizendo “é incrível o quanto você mexe comigo”. São essas palavras que farão dele, o único.

Não procure um sonho de consumo. Deixe ele ser homem, agir como homem, ser idiota perto dos amigos, jogar seu futebol descansado durante a semana. Ele precisa saber que você não sufoca-o, sem senha do face ou do celular. Se ele não é capaz de lhe inspirar confiança, o relacionamento de vocês também não inspirará.

Um homem seguro, mas inconstante. Que grude-a quando menos esperar, como se nunca mais fosse beijá-la na vida. Tire seu fôlego subindo o elevador e saia de mãos dadas, como se nada tivesse acontecido. Que dê um selinho, mas amanha, na mesma ocasião, morda seu pescoço, lambendo sua orelha. Precisa encontrar um homem que confie no seu instinto e que acima de tudo, fale a verdade. Como saberá? Seu sexto sentido precisa estar calibrado. Pois eu te amo, não é declaração de amor e sim, “preciso dormir junto de você hoje, mesmo sentindo o meu braço adormecido pela manhã”.

Não procure um sonho de consumo, pois a complementaridade do seu coração talvez só seja preenchida conforme os anos de relacionamento passe e você entenda que somos imperfeitos, buscando alguém que nos ajude a nos transformarmos no nosso melhor, percebendo que ser completo é um objetivo buscado individualmente. A companhia? … A companhia é apenas um bônus para aqueles que vivem além da vida.

Gabriel Zorgetz Capeletti para Vida em Equilíbrio

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Avatar

Gabriel Capeletti

Gaúcho por sorte, professor por vocação, escritor por paixão e Homem por um mundo melhor, com o compromisso de falar a verdade sobre amor e vida.