Psicologia

Onde você investe o seu tempo, você investe a sua vida

  Se tivéssemos a constante consciência de que cada dia é uma vida, nos atentaríamos com mais frequência aos lugares nos quais depositamos nossas preciosas horas. Na bagagem do tempo encontramos nossa jovialidade, nosso fervor intelectual e as infinitas possibilidades de vida. Entretanto, dispensamos o peso dessa mala, uma vez que nos é custoso assumir as rédeas de nosso próprio caminho.

Apressa-te a viver bem e pensa que cada dia é, por si só, uma vida.

Sêneca

  Assumir o peso proveniente da consciência de que cada momento é único, exige discernimento e clareza sobre nossos passos, o que por sua vez, demanda mais energia do que talvez estejamos dispostos a conceder. Isso sugere que há um processo para o qual precisamos estar dedicando atenção, haja vista que dificilmente alguém acordará amanhã e subitamente, como em um passe de mágica, estará imune à todas armadilhas da correria dos dias.

  Uma outra armadilha, para a qual devemos imputar um relevante nível de responsabilidade sobre o problema de gastarmos nosso tempo de forma desatenta, diz respeito a nossa inclinação pela acomodação, ou seja, por tudo o que é conhecido, ainda que insatisfatório.

Como se fosse possível matar o tempo sem ferir a eternidade.

Henry David Thoreau

Autoria: Isadora Tabordes 


Isadora Tabordes

Isadora Tabordes

Cofundadora e desenvolvedora dos sites Vida em Equilíbrio e Demasiado Humano. Graduada em Filosofia pela Universidade Federal de Pelotas. Atualmente é mestranda em Filosofia Moral e Política pela mesma universidade.  "Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso querer ser nada. À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. Janelas do meu quarto, do meu quarto de um dos milhões do mundo que ninguém sabe quem é... E se soubessem quem é, o que saberiam? Fernando Pessoa

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *