Os 6 piores escândalos da indústria de alimentos

Alimentos industrializados costumam dividir muitas opiniões. Uns dizem que eles são benéficos para a saúde por serem ‘melhorados’ pela ciência, outros são totalmente contra por serem alterados e adicionados com substâncias consideradas nocivas para o ser humano.

Porém, uma coisa não se pode negar: tais alimentos estão longe de ser 100% confiáveis. Vários foram os casos escandalosos que vieram a público denunciando alimentos que foram produzidos de forma totalmente nojenta ou nociva, totalmente condenados pela vigilância sanitária.

De dentes dentro de linguiças a bactérias de salmonela em achocolatados, veja aqui a lista com os 6 piores escândalos da indústria de alimentos e pense bem antes de considerar ‘seguros e limpos’ alguns alimentos que você adora.

1. Carne radioativa no Japão

60312-1728x800_c

No ano de 2011, cerca de dez províncias japonesas, incluindo Tóquio, receberam carne produzida na região de Fukushima, o lugar onde se situava a usina nuclear atingida por um terremoto em 11 de março de 2011. O governo verificou que o produto estava contaminado por césio e apresentava um alto índice de radiação (quatro vezes maior do que o permitido por lei).

2. Bife de cavalo

cavalo

Desde janeiro de 2013 o Reino Unido e a Irlanda são investigados por usarem ‘carne de cavalo’ para fazer hambúrguer. As denúncias são de hambúrgueres e outros alimentos congelados com carne de cavalo que estavam sendo vendidos como carne de boi. O problema não é só esse: a fenilbutazona, usada na criação de equinos, pode causar até úlcera gástrica.

3. Salsicha com dentes

cavalo5

Já imaginou dar uma mordida na salsicha de um hotdog e achar um dente humano? Foi o que aconteceu no Reino Unido em 2013. A britânica Lauren Gooch, de 21 anos, achou um dente humano dentro de uma linguiça de hotdog comprada na rede de supermercados Tesco. O noivo da moça exigiu uma retratação da rede da Tesco, e ganhou um vale-compra de 25 libras (R$ 78).

4. Caco de vidro no frango assado

cavalo2

Em 2009 na Suécia, consumidores encontraram cacos de vidro, cujo tamanho ia de 1 mm a até 1 cm, em aves congeladas da marca Kronfagel. O caso foi parar na polícia e, por precaução, a empresa sueca teve de retirar do mercado mais de 900 toneladas do produto.

5. Salmonela no Nesquik

cavalo3

Isso é o que pode se chamar de “levar coelho por lebre”. No ano de 2012, nos Estados Unidos, descobriu-se que um lote do achocolatado da marca Nesquik veio contaminado com bactérias de salmonela. Elas estariam presentes no carbonato de cálcio que a fornecedora Omya vendeu à Nestlé. A multinacional suíça logo anunciou um recall do produto e não houve registro de pessoas contaminadas.

6. “Gosma rosa”

cavalo4

O subproduto das sobras da carne bovina gordurosa tem o apelido de ‘gosma rosa’. Lavadas com hidróxido de amônia. Uma lei de 2001 permitiu que a nhaca, antes restrita a rações animais, pudesse ser usada também em alimentos humanos. Em 2011, o chef britânico Jamie Oliver denunciou o uso do “aditivo” em hambúrgueres nas escolas dos EUA.

Fonte: Ultra Curioso


Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *