10 Perguntas que indicarão se você é uma pessoa muito pessimista

A vida é dor e sofrimento”, diria o filósofo pessimista Schopenhauer.

Sua maneira de ver a vida e os seres humanos era dura, não esperava muito de nada, um pessimismo radical encontrado em poucas pessoas.

Mas você já se perguntou como vê a vida? Você é o tipo de pessoa otimista ou não? A maneira como você olha para as coisas faz toda diferença no momento de caminhar para frente, por isso é sempre melhor buscar uma espécie de mediedade, um meio-termo entre o pessimista e o otimista.

Para dar início a essa busca, tente identificar se você é um otimista, um pessimista ou um realista com as perguntas a seguir:

  • 1. Você foca sempre nas dificuldades de sua vida quando pensa sobre ela?
  • 2. Olha para si mesma e não consegue se imaginar tendo sucesso em alguma jornada?
  • 3. Acredita que se existe uma chance de algo dar errado, com certeza dará?
  • 4. Em uma entrevista de emprego aposta mais no potencial dos outros candidatos (mesmo sem conhecê-los) do que no seu próprio?
  • 5. Se ao ligar para um familiar este não atende o telefone já fica imaginando que algo de ruim pode ter acontecido?
  • 6. Se percebe próximo a você alguém cochichando já fica imaginando que você é o assunto?
  • 7. Se você sente alguma dor diferente ou mal-estar já fica imaginando que estes sintomas podem estar relacionados à alguma grave doença?
  • 8. Você tende a pensar sempre coisas negativas sobre as pessoas a sua volta e sobre o mundo de forma geral?
  • 9. Você tem dificuldades em aceitar novas opiniões que divergem das suas?
  • 10. Tende a se distanciar das pessoas a sua volta, evita muito contato social?

E aí? Você respondeu mais “não” ou mais “sim”?

Não para tudo? Otimista

Sim para tudo? Pessimista

Dois sim? Razoável, equilibrado

Três sim? Tendências pessimistas

É importante ter em mente que um pessimismo radical pode levar as pessoas à depressão e afastamento do convívio com outras pessoas. Saber olhar para o mundo a nossa volta e enxergar nele também as coisas boas pode ser um exercício necessário para tornar a vida um pouco mais alegre.

Aprender com as dificuldades sem deixar que isso torne sua vida amarga e infeliz é uma das formas de deixar o pessimismo de lado e se tornar mais flexível, algo tão necessário para viver bem nos dias atuais.

Se sentir que não consegue deixar o pessimismo de lado sozinho, não tenha vergonha de buscar ajuda. A vida pode ser muito mais feliz do que nós costumeiramente imaginamos.

Por: Renata Finholdt

Via Família

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.