Ordem dos sintomas da covid-19 é identificada por cientistas

Um grupo de cientistas da Universidade do Sul da Califórnia (USC) conseguiu identificar a provável ordem dos sintomas da covid-19, descoberta que pode facilitar o tratamento dos pacientes. A novidade foi anunciada em um estudo publicado na revista Frontiers in Public Health, na última quinta-feira (13).

Conforme a pesquisa, as pessoas infectadas pelo novo coronavírus apresentam febre, primeiramente. Em seguida, aparece a tosse e, na sequência, elas começam a sentir dores musculares. Por último, surgem a náusea e/ou vômito e diarreia.

O método de estudo consistiu na análise de mais de 55 mil dados públicos de casos confirmados da doença na China, registrados entre 16 e 24 de fevereiro, coletados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Eles também estudaram informações fornecidas pela Comissão Nacional de Saúde da China, referentes a 1,1 mil pacientes, reunidas de 11 de dezembro de 2019 a 29 de janeiro de 2020.

A febre é o primeiro dos sintomas a aparecer nos infectados pelo novo coronavírus.A febre é o primeiro dos sintomas a aparecer nos infectados pelo novo coronavírus.

Houve, ainda, uma comparação com a ordem dos sintomas da gripe, analisando dados referentes a 2.470 casos na Europa, na América do Norte e no Hemisfério Sul, relatados às autoridades de saúde entre 1994 e 1998. A partir daí, foi possível desenvolver um modelo para prever a probabilidade de os sintomas da covid-19 ocorrerem em certa ordem.

Qual é a importância da descoberta?

Saber  a ordem dos sintomas da covid-19 pode ser essencial para que os pacientes procurem atendimento médico o mais rápido possível, além de ajudar a decidir quando entrar em isolamento absoluto. A informação também auxilia os médicos a descartarem doenças respiratórias com sinais parecidos.

“Saber essa ordem é especialmente importante quando temos ciclos sobrepostos de doenças, como a gripe, que coincidem com infecções de covid-19”, disse o professor de Medicina da USC Peter Kuhn, um dos autores do estudo.

Para ele, a descoberta ajuda também a otimizar o tratamento e a reduzir o tempo de hospitalização, nos casos de diagnóstico precoce.

Fonte: Megacurioso

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Vida em Equilíbrio

Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.