ArtigosNutriçãoSaúde

Engordar 5 quilos já é suficiente para elevar em até 30% risco de 4 doenças, diz Harvard

Controlar o peso fica cada vez mais difícil com a maturidade: conciliar estudo, trabalho e laser e ainda se alimentar corretamente e fazer exercícios é difícil. Um trabalho da Universidade de Harvard resolveu estudar tal ganho de peso e chegou a uma conclusão preocupante: engordar 5 quilos aumenta o risco de doenças crônicas.

Ganhar cinco quilos eleva risco de doenças

estudo publicado na revista científica Journal of the American Medical Association (JAMA) acompanhou mais de 118 mil pessoas em dois períodos: o primeiro foi no início da vida adulta (18 anos para mulheres e 21 para homens) e o segundo na meia idade (55 anos).

Além de notar o maior ganho de peso por parte das mulheres (12,6 quilos contra 9,7 dos homens), a pesquisa chegou a conclusão de que as pessoas que engordaram gradativamente desde a juventude sofreram complicações por toda a vida.

Os resultados mostraram que mesmo um leve aumento, a partir de cinco quilos, já foi capaz de aumentar o risco doenças crônicas e morte prematura em comparação com pessoas que mantiveram o mesmo peso ou ganharam menos de cinco quilos

A seguir, confira os condições apontadas pelos cientistas:

Diabetes

diabetes corpo 0117 400x600

Cada aumento de cinco quilos foi associado a risco 30% maior de desenvolver diabetes mellitus tipo 2, doença em que o corpo é deficiente em insulina – hormônio que regula a entrada de açúcar nas células.

A relação é explicada porque os mesmos fatores que acarretam o aumento do ponteiro da balança também causam diabetes, como sedentarismo e má alimentação.

Além disso, a gordura excedente aumenta a produção de insulina, gerando uma resistência do organismo e impedindo que a substância funcione como deveria.

Hipertensão

Quem engorda mais de cinco quilos após a idade adulta também tem 14% mais chances de ter pressão alta, já que hábitos alimentares ruins somados ao sobrepeso são a fórmula perfeita para a condição.

Doenças cardiovasculares

coracao no corpo 216 400x600

excesso de peso altera o metabolismo, fazendo com que diversas funções do organismo fiquem prejudicadas. Entre, elas a cardíaca, que sofre com problemas ligados à obesidade como diabetes, colesterol e a pressão alta.

Câncer relacionado à obesidade

As células que armazenam gordura agem como uma glândula, produzindo substâncias inflamatórias e hormônios que em excesso podem causar a multiplicação descontrolada de células malignas que, sem tal incentivo, seriam descartadas.

O estudo de Harvard mostrou que mesmo o pequeno ganho de peso aumenta em 6% cânceres como o de útero, rim, vesícula, fígado e tireoide.

Morte prematura e envelhecimento sem saúde

Seja pelos problemas relatados acima ou por complicações dele, indivíduos que engordaram mais de cinco quilos entre os 18 e 55 anos têm 5% mais chance de morrer prematuramente, enquanto a probabilidade de atingirem uma velhice saudável foi reduzida em 17%.

Fonte: Vix


Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *