Saúde

10 Coisas que você usa todos dias, mas que são mais sujas que banheiro

Temos tendências a pensar que o banheiro é um lugar extremamente sujo, pode ser que sim, mas certamente há coisas que carregam bem mais bactérias que um vaso e, para sua surpresa, você as usa com bem mais frequência.

Prepare-se para descobrir que os objetos mais próximos de você no seu cotidiano podem ser muito mais sujos do que você imagina, tipo esse teclado aí que você está usando para digitar ou a telinha do seu celular.

1 – Celular

Quantas vezes você pega seu celular? Muitas, não é? Quando está com a mão suja, com a mão limpa e por aí vai. Agora pense em quantas bactérias e germes há no seu aparelho? A resposta é a mesma quantidade ou até mais do que existe no seu banheiro. Para ajudar a eliminar os germes, o ideal é que vá em qualquer casa de materiais eletrônicos e peça álcool isopropílico. Molha um paninho, e uma vez por semana você passa.” Para ser mais exato, após embeber o pano no álcool isopropílico, torça-o bem e passe na tela. Repita o processo uma vez por semana para manter as bactérias longe do seu celular ou tablet.

2 – Botões de elevador

Muito provavelmente seu vizinho ou colega de trabalho não lavou as mãos antes de pegar o elevador e assim como ele, outras mil pessoas também passaram por ali com as mãos sujinhas. Assim, os pontos que você toca tem pelo menos 40 vezes mais bactérias que o banheiro da sua casa.

3 – Sua mesa de trabalho

Ok, talvez você fique surpreso, mas saiba que sua mesa de trabalho pode ser cerca de cem vezes mais suja que um assento de vaso sanitário, isso piora muito se for compartilhada! Para evitar o problema, é necessário sempre usar pano com desinfetante várias vezes ao dia.

4 – A tábua de carne

Você usa a tábua para cortar carne crua, a madeira absorve a umidade e depois você a lava, seca e guarda. Depois de algumas vezes fazendo isso, a sua tábua ganha 200 vezes mais germes, bactérias e até mesmo matéria fecal do que o assento do vaso sanitário. A dica é deixar a tábua de molho em uma solução com água e água sanitária.

5 – O cadeirinha das crianças

Confessamos que essa também nos pegou de surpresa, mas de acordo com um estudo realizado na Universidade de Birmingham, nas cadeirinhas há o dobro de germes que podem ser encontrados no banheiro. É preciso seguir as recomendações de limpeza da cadeirinha e fazê-la com frequência.

6 – O tapete da sua casa

Sabe aquele seu tapeto macio, fofinho e lindíssimo? Está coberto de germes. O carpete ou tapete possui cerca de 4 mil vezes mais bactérias do que um assento de banheiro, caso ele não seja limpo uma vez por semana.

7 – Sua bolsa

A bolsa que carrega mil coisas também carrega mil germes! Estima-se que as bolsas sejam 20% mais contaminadas que um assento sanitário e que é uma das coisas mais sujas que carregamos com frequência. Cada material da bolsa determina como ela deve ser limpada, mas essa manutenção deve ser feita todos os dias.

8 – Dinheiro

Esse nós não precisávamos nem comentar, né? Cada cédula carrega mais de 3 mil tipos de bactérias em sua superfície e não há como limpar a cédula antes de usá-lo. A dica é sempre manter álcool em gel com você e higienizar as mãos sempre após manuseá-lo.

9 – O teclado do seu computador

Talvez esse tópico também não seja tão surpreendente, mas lembre-se que o seu teclado é uma das coisas mais nojentas que você manuseia! Restos de comida, dedos engordurados e outras coisas fazem com que seu teclado seja um abrigo para bactérias. Limpe-o todos os dias com desinfetante e um pano macio.

10 – Gelo de Fast Food

Que coisa boa aquele lugar que serve refrigerante e gelo grátis, não é mesmo? Porém, de acordo com o Daily Mail, seis de cada dez restaurantes testados fazem gelo com água mais infectada do que pode ser encontrado em banheiros.

Fonte: GoodHousekeeping

Vida em Equilíbrio

Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *